Lei de Incentivo à Cultura
Roberto Pereira

Jornal do Brasil – 01/05/2000

“Quem assistiu o espetáculo “Truveja Para Nóis Chora”, da Verve Cia. de Dança neste fim de semana, dentro do evento Dança Brasil, no Centro Cultural do Banco do Brasil, teve a oportunidade de presenciar um dos bons momentos em que informação e talento funcionam como dança”.

“Truveja Para Nóis Chorá aposta nesse espaço fronteiriço entre teatro e dança, mas descobrindo como isso deve ser acima de tudo uma discussão que acontece no corpo. Deste modo Fernando Nunes, que assina a concepção e direção, é tanto feliz quanto mais economiza nos movimentos, deixando que ali aconteca, explosivamente, a dramaturgia”.

“Assim, neste espetáculo, com seus ótimos bailarinos, com cenário e luz certeiros, a cultura popular do interior do Brasil, tema de pesquisa, é tratada com a ingenuidade da qual ela é mesma feita. Qualquer material estranho a isso torna-se desnecessário. Mas reparar nisso, aprimorando materialidades de dança e teatro no próprio corpo, como já se pode constatar numa companhia como a Verve, é puramente uma questão de tempo. Felizmente”.